Comunicado ao Mercado – Notícia divulgada na mídia

São Paulo, 02 de abril de 2018 – A ECORODOVIAS INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA S.A. (“Companhia” ou “EcoRodovias”), faz referência à matéria publicada no blog do jornalista Fausto Macedo indicada abaixo e replicada de forma resumida nesta data por outros veículos de mídia digital, entre eles Bloomberg, esclarece que:

I. O blog jornalístico noticiou terem as subsidiárias do Paraná Ecovia Caminho do Mar e Rodovias das Cataratas S.A. – Ecocataratas contratado, entre 2009 e 2010, a empresa de assessoria de engenharia Astenge Assessoria Técnica e Engenharia Ltda., na qual consta como sócio Julio Cesar Astolphi, ex-engenheiro do DER-SP;

II. As subsidiárias do Paraná Ecovia Caminho do Mar e Rodovias das Cataratas S.A. – Ecocataratas, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo e o Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo já se manifestaram na própria matéria sobre o teor da notícia;

III. A Ecovia Caminho do Mar contratou a referida empresa para realização de estudos técnicos de engenharia, melhoria e otimização da infraestrutura existente na BR-277, no Paraná, com o objetivo de identificar oportunidades de integração entre a rodovia BR-277 e os portos de Paranaguá e Pontal (integração entre os modais rodoviário e portuário). A Rodovias das Cataratas S.A. – Ecocataratas contratou a referida empresa para elaborar estudo técnico sobre enquadramento territorial e socioambiental para projeto de duplicação da BR-277, no Paraná; e

IV. A Companhia remeterá aos seus órgãos de auditoria, controle e governança já instituídos para apuração.

Página do blog jornalístico: http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/planilhas-da-lava-jato-apontam-r-32-mi-de-concessionarias-de-rodovias-a-ex-assessor-do-der-sp/

A Companhia ratifica seu compromisso com as suas obrigações, como companhia aberta listada no Novo Mercado da B3, sendo que toda e qualquer informação relevante será divulgada em conformidade com a legislação pertinente e em vigor.

Para acessar o documento completo, clique aqui.